sexta-feira, 10 de dezembro de 2010



"Como pode? Duas pessoas tão diferentes se amarem a ponto de não conseguirem desviar os pensamentos um do outro? Certo dia me perguntaram: Pq você se apaixonou? Eu repondi: Não sei… E talvez continue não sabendo. Eu simplesmente amo, acordo e vou dormir com ele nos meus pensamentos. E como podemos deixar que nossas diferenças nos afetem? Por que diante do amor, nós (humanos) somos às vezes tão racionais? Por que deixamos que o jardim tenha ervas daninhas?


Respostas que eu não tenho."




Caio F. Abreu



terça-feira, 19 de outubro de 2010


"Eu sabia que estava sendo amada, talvez como nunca em toda a minha vida. Mas absolutamente incrível. Só ele conheceu uma mulher corajosa que admitiu todos os medos, todas as neuroses, todas as inseguranças, toda a parte feia e real que todo mundo quer esconder com chapinhas, peitos falsos, bundas falsas, bebidas, poses, frases de efeito, saltos altos, maquiagem e risadas altas. Ninguém nunca me viu tão nua e transparente como você, ninguém nunca soube do meu medo de nadar em lugares muito profundos, de amar demais, de se perder um pouco de tanto amar, de não ser boa o suficiente. Só ele viu meu corpo de verdade, minha alma de verdade, meu prazer de verdade, meu choro baixinho embaixo da coberta com medo de não ser bonita e inteligente. Só para ele eu me desmontei inteira porque confiei que ele me amaria mesmo eu sendo desfigurada, intensa e verdadeira, como um quadro do Picasso. Quero que ele veja o quanto mudei por causa dele.



Tati Bernardi


terça-feira, 14 de setembro de 2010

Peço desculpas pela ausência, mas assim que possível responderei a todos os comentários em meus posts e também seguirei a todos os meus novos seguidores.

Beeeijos a todos.. fiquem com o Papai do Céu *-*

Se não era amor, era da mesma família. Pois sobrou o que sobra dos corações abandonados. A carência. A saudade. A mágoa. Um quase desespero, uma espécie de avião em queda que a gente sabe que vai se estabilizar, só não se sabe se vai ser antes ou depois de se chocar contra o solo. Eu bati a 200 km por hora e estou voltando á pé pra casa, avariada.
Eu sei,não precisa me dizer outra vez. Era uma diversão, uma paixonite, um jogo entre adultos. Telvez este seja o ponto. Talvez eu Não seja adulta o suficiente para brincar tão longe do meu patio, do meu quarto, das minhas bonecas. Onde é que eu estava com a cabeça, de acreditar em contos de fada, de achar que a gente muda o que sente, e que bastaria apertar um botão que as luzes apagariam e eu voltaria a minha vida satisfatória,sem seqüelas, sem registro de ocorrência? Eu não amei aquele cara. Eu tenho certeza que não. Eu amei a mim mesma naquela verdade inventada.
Não era amor,era uma sorte. Não era amor, era uma travessura. Não era amor, eram dois travesseiros. Não era amor, eram dois celulares desligados. Não era amor, era de tarde. Não era amor, era inverno. Não era amor, era sem medo. Não era amor, era melhor.


Martha Medeiros

segunda-feira, 23 de agosto de 2010


Eu sei, eu sei... O eterno clichê "isso passa". Passa sim e quando passar algo mais triste vai acontecer: Eu não vou mais te amar.
É triste saber que um dia vou ver você passar e não sentir cada milímetro arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir a sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer. O fim do amor é mais triste que o nosso fim.
Meu amor esta cansado, surrado. Ele quer me deixar para renascer depois, lindo e puro em outro canto, mas eu não quero outro canto. Eu quero insistir no nosso canto.
Eu me agarro a beiradinha do meu amor, eu imploro pra que ele fique, ainda que doa mais do que cabe em mim, eu imploro para que pelo menos esse amor que eu sinto por você não me deixe, pelo menos ele, ainda que insuportável, não desista.


Tati Bernardi

quinta-feira, 19 de agosto de 2010



Queria apenas pedir um favor antes que você rasgue este resto do que tivemos.

Se algum dia, tendo bebido demais, sei lá, você acabar pensando tolices parecidas com estas, escreva também uma carta. Mesmo sem jamais saber o que você irá dizer, sei que ela fará de mim menos ridícula neste amor, e por isso, em todo o resto. Pois adoraria que você fosse capaz de tanto - escrever uma carta é um ato de desmedida coragem. E eu ficaria enfim feliz comigo, por tê-lo amado. Um homem assim, capaz de escrever bobagens amorosas.

Então é isso - como sou insuportavelmente romântica, meu Deus. Termino aqui esta história, de minha parte, contando que essas palavras façam jus ao fim do amor que senti. E deixando este testamento de dor, onde me reconheço fraca e irremediável. Porque ainda gostaria de poder acreditar que você nadaria de volta para mim.



Fernanda Young

sexta-feira, 13 de agosto de 2010



"Todos os amores são conchas vazias, todos os corações um dia são partidos. Mas quando a gente encontra alguém pra deitar do nosso lado e contar estrelas com a gente, é como se uma pérola só nossa brotasse dentro da concha e fizesse a gente esquecer o escuro e a solidão. Eu sei que você tem medo e eu também tenho, mas a vida veio pra ser vivida e se um dia roubarem a sua pérola tenha apenas uma certeza: você não vai morrer e quando menos esperar outra pérola nasce. O nosso amor é burro, mas é bom. Quem escolhe se esconder dele por segurança não se machuca, é fato, mas também nunca conta estrelas de madrugada e nem, no final da vida, tem um colar de lembranças para contar."


Rani Ghazzaoui
.
PS: Eu naao esquecii de nenhum de voocs... vou tentar postar com mais fequência, dentro das limitações do meu trabalho...
beeeijos especiais ao Jefhcardoso, a Bru Ramos e a todos que me visitam *-*

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Meeus queeridos..

Soh passando pra avisaar que estou um pouco ausente do blog pq comecei em outro emprego daai nao estou tendo tempo de atualizar.
Assim que possivel vou postar muitas coisas legais pra voocs tah..

Enquanto isso podem ver os posts antigos... tem uns beeem legais do começinho quando criei o blog, hehehe

Obrigada pela visita.

beijos fiqueem todos com Deus..

sexta-feira, 2 de julho de 2010



"A lembrança dói...
Meu cérebro tenta descobrir onde fica exatamente a dor, mas logo desiste, porque tudo dói. Estou cansada de viver como se já fosse uma pessoa adulta e madura.

Gostaria de voltar a ser criança, uma garotinha de seis anos que caiu da bicicleta, e corre aos berros a cozinha, onde minha mãe me ergueria do chão, me daria um forte abraço e beijaria meu joelho esfolado. Eu pararia de chorar e tomaria leite com chocolate para passar a dor.

Essa é uma das coisas que as pessoas não nos ensinam quando falam de crescer: como lidar com as dores que não passam com um beijo..."


Retirado do Livro Soul Love - A noite o céu é perfeito


quarta-feira, 30 de junho de 2010



“Eu te amei muito. Nunca disse, como você também não disse, mas acho que você soube. Pena que as grandes e as cucas confusas não saibam amar. Pena também que a gente se envergonhe de dizer, a gente não devia ter vergonha do que é bonito. Penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas. Há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. São coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas — se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso. Essas coisas não pedem resposta nem ressonância alguma em você: eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim.”



Caio F. Abreu

terça-feira, 29 de junho de 2010


“Para não sofrer eu vou me drogar de outros, eu vou me entupir de elogios, eu vou cheirar outras intenções. Vou encher minha cara de máscaras para não ser meu lado romântico que tanto precisa de um espaço para existir ridiculamente. Não vou permitir ser ridícula, nem uma lágrima sequer, nem um segundo de olhar perdido no horizonte, nem uma nota triste no meu ouvido. Eu sei o quanto vai ser cansativo correr da dor, o quanto vai ser falso ignorar ela sentada no meu peito. Mas vou correr até minha última esquina. Vou burlar cada desesperada súplica do meu coração para que eu pare e sofra um pouquinho, um pouquinho que seja para passar. Suor frio da corrida, sempre com sorriso duro no rosto e o medo de não ser nada daquilo que você me fez sentir que eu era. Muita maquiagem para esconder os buracos de solidão. Muita roupa bonita para esconder a falta de leveza e de certeza do meu caminho.”


Tati Bernardi

sexta-feira, 25 de junho de 2010



"Mas o cara mais sensacional do universo e a mulher mais fantástica do planeta nunca irão conquistar você, a não ser que tenham um jeito de ser que você não consiga explicar. Porque esses jeitos que nos encantam não se explicam mesmo."


Martha Medeiros

quinta-feira, 24 de junho de 2010



"Se eu soubesse que era a ultima vez... Não teria dito nada do que disse, não teria feito nada além de abraçar-te e aproveitar cada segundo sem tirar os olhos de ti... Se tivessem me avisado que era a última vez, eu poderia implorar pra que você ficasse mais um pouco, só pra te explicar que mais um pouco seria muito pouco, e que por menos que fosse, já seria muito pra mim... Se eu soubesse, ah, se eu soubesse! Te falaria mil coisas, sem dizer uma palavra, te mostraria mil dias de agonia, em um olhar... E quando você estivesse saindo, eu te chamaria de volta, só pra dizer mais uma vez o "EU TE AMO" que ninguém mais vai ouvir, e te dar um último abraço, com o amor que ninguém mais vai te entregar..."


Samuel da Costa

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Todas as mãos dadas juntas não serviam para a mão estendida que eu pedi na hora em que eu precisava, e eu juro que eu ainda precisava de você naquele dia que você resolveu não estar mais aqui.

Me fez jurar em vão que não iria sofrer, porque eu sofri tanto.
Mas pela primeira vez na vida foi em silêncio, um silêncio da boca pra fora e dentro a ruptura do cheio, o vácuo, o estranho, o escuro, o nada.
Eu deveria me sentir sem nada porque eu não tinha mais você, mas tudo o que eu conseguia sentir era medo de nunca mais ter ninguém por ter amargado muito e perdido a medida. Medo de não querer mais absolutamente nada perto da nossa cumplicidade que eu achava ser de verdade, mas não era. Medo de se apostar de novo em tantas coisas que depois não seriam.


Rani Ghazzaoui


terça-feira, 22 de junho de 2010


Sabe que o meu gostar por você chegou a ser amor pois se eu me comovia vendo você pois se eu acordava no meio da noite só pra ver você dormindo meu deus como você me doía de vez em quando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você sem dizer nada só olhando e pensando meu deus mas como você me dói de vez em quando.


Caio F. Abreu


Selinhoooo... UHULLL...
Ganhei esse lindo selinho de duas pessoas lindaas... a Mika do blog http://blogmikaclaas.blogspot.com/ e a Danielle do blog http://borboletadanig.blogspot.com/
Muiiiiiiito obrigada lindaaas.. ameeei *-*

Entaaao... esse selinho objetiva a reflexão sobre o mundo em que vivemos e mundo em que desejamos viver.
As regras são:
- Exibir a imagem do selo e apoiar;
- Coloque o link do blog que te deu o selo;
- Indicar quantas pessoas você quiser.
- Contar uma história de como você deseja que o nosso mundo seja.

Eu desejo que o mundo seja:
Não sou diferente de ninguém, nem desejo algo além do que todos nós pedimos todos os dias. Eu desejo um mundo com mais Fé em Deus e no Amor. Mais união, solidariedade, paz e harmonia.
Desejo um mundo onde não importe a raça, cor, nacionalidade, religião; que importe o que se leva no coração, que importe os bons sentimentos que temos pelo próximo.
Se houvesse ao menos um pouco disso nao seria preciso pedir por um mundo sem violência, sem guerras, sem devastação ambiental. Um mundo melhor depende de nós, do que nós fazemos em nossas residências, em nossos bairros, em nossa vida e isso com certeza repercute na vida de muitas pessoas. Entaao.. Faça sua parte. Eu faço a minha.

Blogs que eu indico o selinho:

segunda-feira, 21 de junho de 2010



”Eu quis tanto ser a tua paz, quis tanto que você fosse o meu encontro. Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas tudo o eu que tinha, era seu.


Caio F. Abreu

sexta-feira, 18 de junho de 2010



"O tempo passou, eu continuei acordando e indo dormir todos os dias querendo ser mais feliz para ele, mais bonita para ele, mais mulher para ele. Até que algo sensacional aconteceu. Um belo dia eu acordei tão bonita, tão feliz, tão realizada, tão mulher que eu acabei me tornando mulher demais para ele."


Tati Bernardi

quinta-feira, 17 de junho de 2010



Eu acredito em amor verdadeiro.
Acredito em amor á primeira vista.
Acredito que o amor vence tudo.
E isso não significa que não haverão dias difíceis.
Ou situações difíceis para enfrentar, porque haverá.
Mas achar aquela pessoa certa pra você,
E saber que essa pessoa também te ama.
Isso torna tudo tão mais fácil.

Série One Tree Hill

quarta-feira, 16 de junho de 2010



Tudo isso dói.
Mas eu sei que passa, que se está sendo assim é porque deve ser assim, e virá outro ciclo, depois.
Para me dar força, escrevi no espelho do meu quarto:'
Tá certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?'

É o que estou tentando vivenciar.
Certo, muitas ilusões dançaram - mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas. Também não quero dramatizar e fazer dos problemas reais monstros insolúveis, becos-sem-saída.
Nada é muito terrível. Só viver, não é?
A barra mesmo é ter que estar vivo e ter que desdobrar, batalhar um jeito qualquer de ficar numa boa. O meu tem sido olhar pra dentro, devagar, ter muito cuidado com cada palavra, com cada movimento, com cada coisa que me ligue ao de fora. Até que os dois ritmos naturalmente se encaixem outra vez e passem a fluir.
Porque não estou fluindo.



Caio F. Abreu

terça-feira, 15 de junho de 2010



"Mas chega, se não houve troca, chega, porque amar sozinho é solitário demais, abandono demais, e você está nessa vida para evoluir, mas não para sofrer. (...)

Hoje eu acordei numa casa diferente, num quarto diferente, sem nenhuma muleta, sem nenhuma maquiagem, meus amigos estão ocupados, meus pais não podem sofrer por mim. Hoje eu acordei sem nada no estômago, sem nada no coração, sem ter para onde correr, sem colo, sem peito, sem ter onde encostar, sem ter quem culpar. Hoje eu acordei sem ter quem amar, mas aí eu olhei no espelho e vi, pela primeira vez na vida, a única pessoa que pode realmente me fazer feliz.


Tati Bernardi

segunda-feira, 14 de junho de 2010



Estou aqui sem você amor

Mas você continua em minha mente solitária

Eu penso em você amor

E sonho com você o tempo todo

Estou aqui sem você

Mas você continua comigo nos meus sonhos

E esta noite só existe você e eu.


3 Doors Down – Here Without You



Dá vontade de mandar meia dúzia de gente tomar no * e correr pra casa chorando, se trancar no quarto pra tomar um toddy e jogar playstation até ficar vesga. Isso de escolher qual cara eu vou vestir hoje fode com tudo. Sempre. É, eu confesso que não é exatamente a realidade que eu esperava encontrar. Talvez isso mude. Talvez você entre na minha vida sem tocar a campainha e me sequestre de uma vez. Talvez você pule esses três ou quatro muros que nos separam e segure a minha mão, assim, ofegante, pra nunca mais soltar. Talvez você ainda possa pular no rio e me salvar. Ou talvez eu só precise de férias, um porre e um novo amor. Porque no fundo eu sei que a realidade que eu sonhava afundou num copo de cachaça e virou utopia".


Caio F. Abreu

sexta-feira, 11 de junho de 2010



As tragédias acontecem.

O que vai fazer?

Desistir?

Abandonar?

Não.

Agora entendo que quando você se magoa,

Precisa lutar para garantir que continue vivo.

Porque você está vivo.

E a dor que você sente… É a vida.

A confusão e o medo?

São para lembrar que em algum lugar existe algo melhor.

E que vale a pena lutar por isso.”


Série One Tree Hill

quinta-feira, 10 de junho de 2010



É um pouco tarde para você voltar

Dizer que é só um erro

Pensar que eu perdoaria você assim

Se você pensou que eu esperaria por você

Você pensou errado

Mas você é só um garoto

Você não entende

Como é amar uma garota, algum dia

Você deseja ser um homem melhor

Você não a escuta

Você não se importa como dói

Até perder a única que te queria

Porque você acha que ela está garantida

E tudo que vocês tinham foi destruído.


Beyoncé – If I Were a Boy

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Eu nunca vou entender porque a gente continua voltando pra casa querendo ser de alguém, ainda que a gente esteja um ao lado do outro. Eu nunca vou entender porque você é exatamente o que eu quero, eu sou exatamente o que você quer, mas as nossas exatidões não funcionam numa conta de mais.


Tati Bernardi

terça-feira, 8 de junho de 2010



Confesso que dessa vez eu realmente caí na armadilha!

Eu realmente acreditei que era amada, ou que fui amada...
Mas por acreditar tanto,

Descobri que eu tenho toda razão do mundo por não acreditar nas pessoas!
Por que esse amor que tanto me fez feliz

(pelo menos eu achava que era amor),

Que tanto me levou de mim,

Que tanto tomou o meu próprio espaço na minha vida

foi um amor de mentira!

E pior, um amor de mentira que me enganou,

Fazendo achar que era de verdade!


Desconheço o autor


segunda-feira, 7 de junho de 2010



Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.Tá me entendendo? Eu sei que sim. Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também! Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir. Perco o medo de dirigir só pra atravessar o mundo pra te ver todo dia. Mas você tem que me prometer que vai remar junto comigo. Mesmo se esse barco estiver furado eu vou, basta me pedir. Mas a gente tem que afundar junto e descobrir que é possível nadar junto. Eu te ensino a nadar, juro! Mas você tem que me prometer que vai tentar, que vai se esforçar, que vai remar enquanto for preciso, enquanto tiver forças! Você tem que me prometer que essa viagem não vai ser a toa, que vale a pena. Que por você vale a pena. Que por nós vale a pena.
Remar.
Re-amar.
Amar.


Caio F. Abreu

sexta-feira, 4 de junho de 2010



"Mesmo assim eu não esquecia dele. Em parte porque seria impossível esquecê-lo, em parte também, principalmente, porque não desejava isso. É verdade, eu o amava. Não com esse amor de carne, de querer tocá-lo e possuí-lo e saber coisas de dentro dele. Era um amor diferente, quase assim feito uma segurança de sabê-lo sempre ali."


Caio F Abreu

quarta-feira, 2 de junho de 2010


Ensinam muitas coisas as garotas. Se um cara lhe machuca, ele gosta de você. Nunca tenta aparar a própria franja. E, um dia, vai conhecer um cara incrível e ser feliz para sempre. Todo filme e toda história, implora para esperarmos por isso. A reviravolta no terceiro ato. A declaração de amor inesperada. A exceção à regra. Mas, às vezes, focamos tanto em achar nosso final feliz, que não aprendemos a ler os sinais. A diferenciar entre quem nos quer e quem não nos quer. Entre os que vão ficar e os que vão nos deixar. E talvez esse final feliz não inclua um cara incrível. Talvez seja... Você... Sozinha... Recolhendo os cacos e recomeçando. Ficando livre para algo melhor no futuro. Talvez o final feliz seja só seguir em frente. Ou talvez o final feliz seja isto, saber que mesmo com ligações sem retorno e corações partidos, com todos os erros estúpidos e sinais mal interpretados, com toda a vergonha e todo o constrangimento, você nunca perdeu a esperança.


do filme Ele Não Está Afim de Você


"Suspiro tanto quando penso em você, chorar só choro às vezes, e é tão freqüente. Caminho mais devagar, certo que na próxima esquina, quem sabe. Não tenho tido muito tempo ultimamente mas penso tanto em você que na hora de dormir vezenquando até sorrio e fico passando a ponta do meu dedo no lóbulo da sua orelha e repito em voz baixa te amo tanto dorme com os anjos."


Caio Fernando Abreu.

terça-feira, 1 de junho de 2010


Nunca direi que foi fácil aquela despedida.
Mas era necessária.
Você se foi deixando tanta dor, mas também deixou a certeza de que aquelas lágrimas seriam menos dolorosas do que se continuássemos juntos.
Seu caminho cruzou o meu num momento de dúvidas, de fragilidade.
Foi preciso muita coragem pra te pedir pra partir.

Foi preciso mais do que eu pensava ser capaz pra seguir em frente sem você.
Mas me fortalece a certeza de q tudo isso vai passar.
Tudo vai passar.


Desconheço o autor.

segunda-feira, 31 de maio de 2010




"A verdade é que me enchi, De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame.

Fico pensando como chegamos a esse ponto. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser.
Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar?
Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando.
Bom é isso, se agora isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes..."



Fernanda Young



Genteeeeeeeeeeee... Eu naoo estou acreditando... ganheeei mais um selinhoo e pra completar ganhei de Trêsss.. isso mesmoo de 3 blogs diferentes..Noossa.. estoou muiito felizzz..
Obrigada às lindas
Danielle Gaspar do blog http://borboletadanig.blogspot.com/
que foram as meninas que me deram o selinho...

Muiiiiiiiiiiiiito obrigada meninaas.. Sempre buscarei fazer um blog cada vez melhor para receber sempre o carinho de todas vooces.


As regrinhas:
- Colar a imagem
- Repassar à 10 blogs


Repassando: